sábado, 3 de junho de 2017

REVISTA BRASILEIRA, número 90 (da ABL)






Título: Revista Brasileira, número 90
Editor: Marco Lucchesi
Editora: Academia Brasileira de Letras (ABL)
Estante: Literatura Brasileira
Ano: 2017
Edição: ano VI, número 90, janeiro, fevereiro e março de 2017.
Dimensões: 16 cm x 23 cm
Encadernação: Brochura
Orelhas: Sim.  Nas duas, o histórico da “Revista Brasileira”.
Idioma: Português
ISBN: Não informado.
Páginas: 280 p.
Peso:  534 (gr)
Estoque: Dois exemplares.
Estado: Os três exemplares estão novos, sem uso.
Cadastro em: 03.06.2017
Observação 1: A revista contém ilustrações.
Observação 2: Impressa nas oficinas gráficas da Editora Vozes, Petrópolis-RJ.
Preço:  R$ 59,95+ R$ 10,05 (frete para todo Brasil) = R$ 70,00 (cada exemplar).

Descrição: Exemplares novos, totalmente sem uso.  Revista em formato de livro, com primorosa edição e fino acabamento.  A revista pode ser adquirida na ABL por R$ 85,00 cada volume. Aqui você pode comprar pelo preço promocional acima, economizando, no preço final, incluindo o frete, R$ 15,00, em cada exemplar.  Porém, fique atento: atualmente apenas dispomos de dois exemplares. // O volume contém poesia e prosa.  Sete poetas brasileiros estão nesse número, com cinco poemas e minibiografia: Solange Rebuzzi, Ricardo Alfaya, Alexandra Vieira de Almeida, Hugo Langone, Suzana Vargas, Maurício Cardozo e Ana Martins Marques. Traz ainda a seção bilíngue (em espanhol e português) “Poesia do Paraguai”, com poemas de Jacobo Rauskin e Susy Delgado.  Três artigos curtos em prosa homenageiam o poeta e crítico Ferreira Gullar; são da autoria dos membros da ABL: Nélida Piñon, Ana Maria Machado e Antônio Carlos Secchin.  Apresenta ainda o conto “O último cônsul em Trieste”, de Jorge Sá Earp. A seção “Memória Futura” resgata um interessante artigo, sob o título “Futurismo versus Passadismo”, relativo a uma polêmica conferência do escritor Graça Aranha, pronunciada na ABL; a matéria saiu publicada no jornal “O Paiz”, em 1924. Esse número 90 evoca os cem anos da Revolução Russa de 1917, com quatro textos: a entrevista “Um brasileiro na Rússia?”, concedida pelo crítico literário Paulo Bezerra, também, tradutor de Dostoiévski; o depoimento “Minha revolução”, de Zoia Prestes, que abre com um poema de Bertold Brecht; o ensaio “1917-2017: Cem anos da história da história da Revolução Russa”, por Angelo Segrillo, professor de História, com mestrado em Moscou; por fim, o estudo “Jayme Adour da Câmara, uma bibliografia russa e uma carta tolstoiana”, da autoria de Bruno Barretto Gomide, que é Doutor em Teoria e História Literária, além de professor de Literatura e Cultura Russa na USP (Universidade de São Paulo).  José Pastore faz o “Elogio da obra” de Angela Alonso, Doutora em Sociologia, cujo livro histórico-sociológico “Flores, votos e balas”, relativo à eclosão do movimento abolicionista brasileiro, obteve dois importantes prêmios: o Jabuti e o da ABL.  A revista contém ainda 12 ensaios: “A descoberta de Portugal” (Robert Southey); “Hannah Arendt, 110 anos” (Celso Lafer); “Os estrangeirismos na Língua Portuguesa” (Arnaldo Niskier); “A política externa brasileira e o Oriente Médio: desafios do século XXI” (Cristina Soreanu Pecequilo); “O novo Presidencialismo: uma proposta para o Brasil” (Marcus Vinicius Furtado Coelho); “Pluralismo moral e tolerância religiosa” (Leonardo Barros da Silva Menezes); “O centenário de Zélia Gattai: uma ponte entre Itália e Brasil” (Antonella Rita Roscilli); “Poesia, eternidade e símbolo” (Wagner Schadeck); “Haydée Nicolussi (1905-1970). A formação de uma escritora ítalo-capixaba” (Francisco Aurélio Ribeiro); “Homenagem a Marcos Vilaça” (José Paulo Cavalcanti Filho); “Utopia é ficção” (João Almino); “Um Haroldo de Campos italiano” (Fabrizio Rusconi).  Por fim, além dos excelentes textos, a revista traz a reprodução, em bege e branco, de dez belos trabalhos de artes plásticas do premiado pintor, cineasta, diretor de TV e escritor Rodrigo Gonçalves. (Ricardo Alfaya)

* Clicando sobre as imagens é possível vê-las melhor.

* Para comprar por depósito em conta ou por transferência bancária, você pode clicar no endereço de e-mail adiante e fazer o pedido para: alfayalivreiro@gmail.com

* Para adquirir agora, por cartão de crédito, utilizando o PayPal ou o PagSeguro, basta visitar a página da obra no Livreiro Online, clicando neste link.

* Ao comprar, é importante ler os “Termos de Uso” do Alfaya Livreiro, pelos quais se regerá a negociação. Sobretudo, os sete primeiros tópicos. Lembrando que, objetivando o aprimoramento dos serviços, esses “Termos” podem ser periodicamente modificados e atualizados. Portanto, é recomendável conferi-los a cada nova compra. Para acessá-los, é só clicar aqui.

* Na estante Literatura Brasileira, do Alfaya Livreiro no Livreiro Online, existem também, além de romances, dois números novos da Revista Renovarte, da União Brasileira de Escritores do Rio de Janeiro. O acesso direto é obtido clicando-se nesta linha.

Um comentário:

Beatriz Escorcio Chacon disse...

Sei bastante da importância do seu trabalho na Literatura Brasileira desde os tempos do Nozart. E olha aí!, você brilhando na Revista Brasileira. Fico feliz. E Parabéns pelo ofício brilhante de Livreiro, com toda Inspiração de quem poema Livros.Abraço fraterno. Beatriz Escorcio Chacon.